Projetos

A Cosern investe em diversas iniciativas de reconhecido mérito sociocultural e ambiental, por meio das leis de incentivo à cultura (estadual e federal). Os apoios e patrocínios são um importante elemento de integração da empresa com a sociedade e de contribuição para o desenvolvimento sustentável da região.
 
Baseada no respeito aos costumes e culturas locais, no desenvolvimento da educação e na disseminação de valores socioambientais, a empresa seleciona projetos que tenham como característica a promoção da cultura e o desenvolvimento econômico e social de comunidades inseridas na sua área de atuação.
 
A edição 2017 do programa de patrocínios Cosern selecionou 19 projetos via lei de incentivos estadual Câmara Cascudo.
 
Conheça a Política de Patrocínios da Neoenergia 
​​​​​​

Cine Sertão

O projeto prevê levar um Cinema para 15 Municípios do RN situadas no sertão do Apodi, sertão central e parte do Seridó, localizados em áreas carentes do estado, que serão beneficiados com um Cinema inflável em 3D, com capacidade para 30 pessoas. O projeto exibe um filme em 3D, com duração de 10 minutos, durante dois dias em cada cidade, sendo que, no turno diurno, para as crianças da rede pública de ensino, totalmente gratuito, com distribuição de pipoca e sucos, e, no turno da noite, também de graça, para toda a população. O projeto ainda prevê uma oficina sobre realidade virtual para os adolescentes e outra sobre meio ambiente, além do plantio de mudas de espécies nativas da região. ​​

Mostra Trinca de Audiovisual

Mostra itinerante realizada desde 2014 no Rio Grande do Norte. A cada edição, apresenta três filmes de realizadores potiguares, no formato de curta-metragem de até 20 minutos, além de promover a sessão Drops, projeção de três curtas com menos de 5 minutos de duração. Os filmes são selecionados pela curadoria do projeto e recebem um cachê de incentivo, cujo objetivo é estimular a cadeia produtiva cinematográfica no Rio Grande do Norte.​

VIII FINC – Festival Internacional de Cinema de Baía Formosa

O projeto visa criar uma ferramenta de fomento ao audiovisual no RN, envolvendo jovens estudantes do estado, profissionais, apreciadores da sétima arte e a comunidade do entorno.

O FINC conta com a inscrição de 40 filmes, no formato de 1 minuto, que são produzidos a partir de um tema escolhido. Esses filmes passam a fazer parte de um acervo de documentos, que revela o registro cultural da região.​

Com o prêmio o vencedor irá com todas as despesas pagas para a Polônia, participar do OFF PLUS CAMERA, o maior festival de cinema independente da Europa.​

Movimento Sinfônico

O Projeto prevê a realização da Temporada de apresentações da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte - OSRN, no ano de 2017, com a Regência do Maestro Linus Lerner, a fim de obter maior valorização da música sinfônica e a democratização do acesso à Arte e Cultura. Sua execução compreende  a apresentação de 10 concertos Oficiais e 10 Concertos Didáticos, objetivando democratizar o acesso à Música Sinfônica, a preservação e promoção da OSRN como patrimônio imaterial do RN​

Oficinas na Ilha

Projeto "OFICINAS NA ILHA", vem estruturar melhor e ampliar o trabalho de musicalização já oferecido pelo Projeto Social "Ilha de Música", na Comunidade da África, situada na Redinha, Natal-RN, oferecendo educação, cultura e musicalização para crianças e adolescentes daquela comunidade e promovendo a capacitação de novos profissionais dentro da música.

A edição 2017 é a continuidade do projeto de aprendizado musical e também culinário, este iniciado em 2016. As Oficinas de música terão um desenvolvimento teórico e aperfeiçoado com práticas individuais e de grupos nos instrumentos: Piano, Violão, Flauta, Trompete, Bateria, Contra Baixo, Sax e Trompete. Além de 06 monitores que irão auxiliar os alunos dentro das práticas oferecidas.

Todas as oficinas são gratuitas com 150 participantes cada. As oficinas musicais contam com monitores ex-alunos da ONG Ilha de Música que irão auxiliar os alunos participantes dentro das práticas oferecidas.​

Circulação RN do Show “Mirá” - Valéria Oliveira

O Projeto Circulação RN do Show “Mirá” destina-se à realização de turnê de lançamento do novo CD da cantora Valéria Oliveira, pelo estado do Rio Grande do Norte. A turnê inclui shows GRATUITOS.

O projeto incorpora os princípios que norteiam a carreira da artista, em consonância com as diretrizes da Neoenergia. O novo disco da artista está em sintonia com o povo brasileiro, semente que foi plantada há cerca de 3 anos e que agora chega ao público potiguar. A turnê será mais um passo importante nessa campanha de valorização da música e do artista potiguar, sendo uma oportunidade de levar ao estado do RN um show de qualidade, apresentando o novo trabalho.​ 

Som Sem Plugs – temporada 2017/2018

Som sem Plugs é um portal intermídia de produção e exibição de conteúdo original, que contempla a cultura e o entretenimento, com foco em recursos audiovisuais e fotográficos. O projeto dá continuidade ao trabalho de pesquisa e documentação em vídeo da música produzida no estado.

Busca resgatar a diversidade musical e paisagística, ampliando suas ações para artistas e locações no interior do estado. Em 4 anos firmou-se como o principal veículo de divulgação dos músicos e compositores potiguares, realizando mais de 260 vídeos de aproximadamente 100 artistas nascidos ou radicados no RN.

Na temporada 2017/2018, o projeto pretende realizar, dentre outras ações, 2 oficinas de gestão de carreira artística, voltadas para músicos locais, videoclipes e vídeo/entrevistas com artistas/grupos nascidos ou baseados no RN, prospectar novos artistas em todo o estado, através da nova edição do edital “Música é Energia” e produção e distribuição gratuita de 1000 DVDs, com conteúdo musical produzido na temporada.​

Oratório de Santa Luzia

Espetáculo teatral, gratuito, apresentado no pátio da Catedral de Santa Luzia, em Mossoró, que concentra multidões. Narra a história de Santa Luzia, padroeira da cidade, em um show de luzes, imagens, envolvendo cerca de 60 atores e figurantes da região. O espetáculo mistura teatro, música e dança. É exibido ao ar livre, no período de 4 a 12 de dezembro.​ 

Estação Cascudo – Sertão Criança

Estação Cascudo – Sertão Criança, é um projeto de circulação do Grupo Estação de Teatro com o espetáculo “Quintal de Luis”, e os espetáculos infantis “Estação dos Contos”, e “Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada”, que será realizado nos 05 (cinco) polos turísticos do Rio Grande do Norte, contemplando 05 cidades potiguares. Além disso o projeto inclui a realização da oficina “Conta Cascudo”, com o Grupo Estação, a palestra “Cascudo e Memória”, com o Instituto Ludovicus Câmara Cascudo, e a distribuição do Kit Estação Criança (Caixa Cascudo de Histórias, CD Estação dos Conto e CD Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada), direcionado para professores da rede pública estadual de todas as cidades envolvidas no projeto.​

Narrativas do Silêncio

O projeto busca proporcionar acessibilidade cultural para o público surdo na cidade do Natal, oferecendo produtos artísticos com linguagem específica para os mesmos. Atende a uma necessidade verificada junto ao público-alvo que almeja consumir produções culturais artísticas.

É constituído de duas apresentações teatrais, o espetáculo “A Busca de Seo Peto e Seo Antônio e o espetáculo “Dois Mundos”. O projeto prevê ainda uma oficina de teatro, exclusiva para o público surdo, visando o despertar de pessoas com deficiência auditiva, para a profissão de ator e duas oficinas de fotografia, também, exclusivas para o público surdo. São três dias de aulas teóricas e dois dias de aulas práticas. Ao final haverá uma exposição fotográfica, resultado das duas oficinas, com duração de trinta dias de exposição na Pinacoteca do Estado e, em seguida a mostra irá para a Galeria de Arte do IFRN – Campus Cidade Alta, também com duração de trinta dias.​

XIII Feira do Livro de Mossoró

A Feira do Livro de Mossoró é um espaço de fomentação e valorização da literatura e da cultura do livro, principalmente entre crianças e jovens, alunos do ensino fundamental e médio da rede pública da Região Oeste.

A programação do evento é inteiramente gratuita, contempla uma grande carga horária com atividades educativas e lúdicas; privilegia e contribui com a formação de educadores e bibliotecários, como agentes multiplicadores da importância da literatura na formação cultural das crianças e dos jovens. Cerca de 60 mil pessoas passam pelo evento – visitando, comprando literatura e participando da programação.

 ​

Caravana de Escritores Potiguares

O projeto “Caravanas de Escritores Potiguares” pretende levar a instituições de ensino público de 12 cidades do Estado escritores e suas obras de vertentes como: poesia, romance, crônicas, contos, abrangendo temáticas sobre, natureza, igualdade, novas tecnologias, dentre outros temas sociais. O projeto é voluntário, acontece desde 2013, e leva aos jovens estudantes, o livro e o autor, o produtor e o produto, incentivando-os a se inteirar do que se faz e de como se faz literatura no mundo real. As iniciativas organizadas pela Caravana proporcionam situações de interação entre autores, alunos e docentes, com ações desenvolvidas diretamente nas comunidades escolares. Todos os livros adquiridos pela Caravana foram comprados às editoras potiguares, com o intuito de difundir a cultura e literatura local. Nos vinte eventos realizados, em cada cidade visitada, são comprados livros de escritores do município, privilegiando assim o escritor local. ​​

Casa das Palavras – Luz, Cultura e Movimento

O Projeto “Casa das Palavras – Luz, cultura e movimento” é um projeto de inclusão que busca disseminar e fortalecer a cultura do(no) Rio Grande do Norte e envolver a população de uma maneira instrutiva e acessível. Crianças, jovens, adultos e idosos são contemplados em uma diversa e criativa programação pensada pelo projeto.

O potencial criativo da Casa das Palavras está em um “arsenal” artístico que é trabalhado tanto na realização de oficinas temáticas (xilogravura, mamulengo, contação de histórias, teatro, música e tantas outras manifestações), quanto na montagem e criação de espaços que sejam transformados em palco para os artistas potiguares. A poesia do viver com a arte, e pensar a cidadania enquanto algo que contempla o saber e a expressão do seu povo é marcante nesse projeto.​

Conexão Elefante Cultural 2017-2018

O projeto itinerante Elefante Cultural tem como objetivo desenvolver ações na área das artes cênicas e literatura, selecionando 03 trabalhos para compor a Trupe do Elefante, que será a base das apresentações.

Será utilizado um caminhão e uma Sprinter, customizados, adesivados, e adaptados que percorrerá cidades do RN. Em cada cidade a trupe chegará com o palco itinerante, teatro a bordo, com os artistas das cidades e selecionados, embalados por uma bandinha, em cortejo, convidando as pessoas para prestigiar as apresentações.​

Transforme-se

Projeto pioneiro no RN e no Brasil, realiza aulas gratuitas de oficinas de artesanato, valorizando as tipologias regionais e visando o desenvolvimento empreendedor, educacional e profissional das reeducandas do pavilhão feminino do Complexo Penal Dr. João Chaves.

É oferecido as mulheres uma capacitação profissional, dando-lhes a oportunidade de se reintegrarem na sociedade com uma profissão, como também, possibilita a redução de suas penas, de acordo com os dias dedicados ao projeto e a confecção de peças artesanais. Na edição 2017 prevê o atendimento de 80 a 110 reeducandas.​

Conexão Felipe Camarão

Projeto Conexão Felipe Camarão é realizado pela Associação Companhia Terramar e se desenvolve no bairro de Felipe Camarão, zona oeste de Natal, local em que contrapõe-se violência social e econômica e riqueza artística e humana.

Atua na valorização, preservação e difusão da cultura de tradição oral da localidade, através ações socioeducativas de musicalização e vivência de Patrimônios Imateriais locais, Auto do Boi-de-Reis do Mestre Manoel Marinheiro, a musicalidade da Rabeca do Mestre Cícero da Rabeca, o Teatro de Bonecos João Redondo do Mestre Chico de Daniel e da Capoeira do Mestre Marcos.

Atua em parceria com as escolas da rede pública do bairro, com as quais mantém permanente diálogo, promovendo a vivência da cultura e valorização dos saberes locais no cotidiano escolar. Metodologicamente, em 2017 dá continuidade à temática proposta em 2016, “Cultura e Redes de Mário de Andrade a Felipe Camarão”, face à riqueza cultural e pedagógica da proposta, que permite amplo arcabouço de desdobramentos concernentes à intensa diversidade de conhecimentos e ações desenvolvidas por Mário de Andrade.

 ​

Música, Cinema e Literatura – Praça para Todos

Projeto Praça para Todos surgiu com o intuito de oferecer lazer e entretenimento em espaços públicos, gratuitamente, para a população.

Contempla atividades como exibição de filmes consagrados, concertos com grupos regionais e contação de histórias.

Contempla ainda espaço para lançamentos de livros, e apresentação de coletivos de cultura da periferia, espaços para contação de histórias e aquisição de livros (vale compra para alunos das escolas estaduais).

Tem como objetivo realizar um trabalho educativo da cultura de paz, formação de novas platéias, difusão de música de qualidade, dentre outros.​ 

Troféu Cultura 2017

O Troféu Cultura nasceu há 13 anos, como forma de homenagear artistas e produtores do estado do RN. É uma maneira de reconhecer, prestigiar e valorizar e dar visibilidade a quem faz a arte potiguar nas mais variadas linguagens, com entrega do Troféu Cultura, após o crivo de especialistas que indicam os concorrentes, e do público, que vota e define o vencedor.

Além das categorias voltadas aos artistas, o prêmio também homenageia instituições e entidades responsáveis pelo apoio à cultura potiguar. A premiação acontece numa noite de festa, com presença dos artistas, shows musicais e apresentações especiais.​

Eco Praça

O “Eco Praça” é um movimento cultural de ocupação e ressignificação criativa de praças e espaços públicos sob a perspectiva de ações colaborativas que englobam arte, cultura, lazer e qualidade de vida. As atividades iniciam com um mutirão de limpeza e revitalização do espaço, com o objetivo de despertar no público participante o interesse pela gestão comunitária desses espaços, conscientizando e mobilizando a comunidade sobre a importância da ocupação e preservação da área verde pública, bem como chamar a atenção do poder público para a possibilidade de gestão colaborativa dos espaços da cidade.

O projeto pretende realizar quatro edições, durante o segundo semestre do ano de 2017, agrupando os segmentos da economia criativa e sociedade civil organizada por meio de ações culturais de ocupação e reutilização de praças e espaços públicos das cidades envolvidas no projeto​