Perigos no puxadinho: Cosern alerta sobre os riscos de acidentes em construção irregular envolvendo a rede elétrica

29/07/2020
Em todo o país, uma das principais causas de acidentes com a rede elétrica acontecem em obras que não respeitam a distância segura da fiação 
A construção ou a reforma de uma casa pode significar o sonho da vida de muitas pessoas. Com o crescimento desordenado dos centros urbanos, não é raro encontrar obras repletas de irregularidades, representando um grande risco para a população. 

Para comprovar que elas são mais comuns do que se imagina, a Cosern selecionou alguns exemplos que demonstram altos riscos de acidentes elétricos graves. O popular puxadinho na laje se torna ainda mais perigoso quando não há uma distância segura da rede elétrica. Em todo o país, essa é uma das principais causas de acidentes envolvendo a rede elétrica e motivo de preocupação para as distribuidoras de energia. 

O gerente de saúde e segurança da Cosern, Eudes Augusto, dá o recado: 
“Os casos mostram situações reais que, infelizmente, ainda são muito comuns por conta do crescimento desordenado das cidades. Os registros foram feitos pelos nossos colaboradores em campo, responsáveis pelas inspeções e serviços de manutenção da rede de distribuição. Eles lidam, todos os dias, com situações de intervenções indevidas na rede de energia elétrica, a maioria construções irregulares São casos mais frequentes do que se pensa, por isso, há um trabalho constante de prevenção junto à população sobre os riscos de acidentes que essas atitudes causam”. 
Então, preste atenção nas orientações da Cosern, pois quem avisa, amigo é! 
Fio perto demais!
puxadinho-1fio.jpg
Os moradores dessa casa não estão nada seguros com a rede de energia tão perto! O perigo é visível e é dos grandes! 
Quais os riscos? 
Risco altíssimo de choque elétrico, certo?        
Mas o problema não se resume somente a isso. Com acesso tão fácil e próximo aos fios energizados, acidentes podem ocorrer, inclusive levando a vítimas fatais. 

A Engenheira de Segurança do Trabalho da Cosern, Andréa Patricia, explica: “Para se levar um choque com a rede elétrica acima, não necessariamente o cabo precisa ser tocado, basta apenas se aproximar dele. A descarga elétrica nesta situação ocorreria por indução elétrica e provoca danos desastrosos ao corpo humano, inclusive fatalidade”. 
É melhor ficar fora dessa, hein!
O que a Cosern recomenda?
Qualquer construção ou reforma civil deve ter, no mínimo, 2,5 metros de distância dos fios do poste. Essa é a orientação básica e segura para seguir antes de iniciar qualquer obra. Estas distâncias devem ser observadas, principalmente, por profissionais como pedreiros e pintores. Eles não podem se aproximar da rede, de forma alguma, pelo alto risco de acidente de origem elétrica. 
Viu alguma situação assim na sua rua? Lembre-se que o risco não é apenas para os moradores, como também para todo mundo que mora perto. Então, fique atento! 
Olha o andaime!
puxadinho-fio3.jpg 
Quem não gosta de fazer uma reforma em casa, não é mesmo?
Mas atenção: toda construção e reforma precisam ser realizados por um profissional qualificado! 

Quais os riscos? 
Ao olhar para essa imagem, já dá para imaginar o problema: o grande risco de acidente causado pela montagem de andaime perto da rede elétrica. Você sabia que o metal é um excelente condutor de energia? Por isso, atenção redobrada na hora de pintar e reformar: barras de ferro, sarrafos, réguas de reboco, vergalhões e outros tipos de materiais metálicos podem transmitir a corrente elétrica da rede para o corpo. E aí já viu, né? Muito cuidado, hein! 
Mais uma dica valiosa: alguns fios da rede elétrica podem dar a falsa ipressão de serem isolados. Então, para evitar acidentes, nunca se aproxime ou toque nenhum desses condutores. Qualquer contato com a rede elétrica pode representar um alto risco de choque elétrico, podendo ser fatal. 
O que a Cosern recomenda?
A principal atitude que a pessoa deve seguir ao construir ou reformar algum imóvel é se direcionar até a prefeitura da cidade e buscar um profissional habilitado para regularizar a situação junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do estado. Eles irão confirmar se tudo está em conformidade e se a obra poderá ser realizada com segurança. 
Tinha um poste no meio do caminho !
puxadinho-5.png
O que parece um poste instalado dentro da obra, na verdade, é uma casa sendo construída ao redor do poste.
O que acontece nessa situação é o fato de o poste estar no que é chamado de faixa de servidão. Esse nome se refere ao trecho público no qual a distribuidora tem o direito de instalar os postes e redes elétricas. Quem constrói nessa faixa de servidão está descumprindo uma lei. 
Quais os riscos?
O gerente de saúde e segurança, Eudes Augusto, explica: ‘É essencial que o morador tenha conhecimento dos riscos envolvidos ao construir dentro da faixa de servidão da rede elétrica. A possibilidade de choque elétrico é muito alta, pois durante a execução da obra pode ocorrer um contato acidental ou, até mesmo, levar um choque pela proximidade da rede. Atitudes como essas podem provocar acidentes de origem elétrica, inclusive fatal”.
O que a Cosern recomenda? 
Caso algum de nossos colaboradores de campo observe uma situação como essa, é dada a orientação de paralisação da obra, justamente para evitar que aconteça um acidente. Já pensou se você toca sem querer no fio enquanto está erguendo as paredes? E esse é apenas um dos muitos riscos existentes. 
 “O nosso papel é o de orientar o proprietário para que ele siga as normas previstas de segurança, pois essa é a nossa principal preocupação. Por isso atuamos de modo preventivo, ao mesmo tempo que identificamos situações de proximidades com a rede elétrica e que representam risco à população”, diz Eudes. 
Tudo junto e misturado!
puxadinhos-3.png
Poste, a obra e a calçada, tudo junto em um lugar só e ainda com uma lâmpada de iluminação pública! 
Quais os riscos? 
Uma construção jamais deve ser erguida perto da rede elétrica. A atenção precisa ser maior principalmente para o pintor e o pedreiro, pois eles irão correr um alto risco ao realizarem os acabamentos nessa fachada. 
O que a Cosern recomenda? 
A primeira coisa é interromper a obra até que o poste seja modificado de local. Atualmente, o poste é instalado no limite da calçada. Isso ajuda quem precisa andar pela calçada e mantém a distância segura da edificação. 
Só que esse caso é um pouquinho mais complicado, como explica o gerente de saúde e segurança. “Mesmo com a remoção do poste para o limite da calçada, a marquise do prédio ainda estaria muito próxima à rede. Então, em certas ocasiões, avalia-se a remoção da rede para uma outra localidade para que seja garantida a segurança das pessoas”. É preciso muita atenção e cuidado quando o assunto é energia elétrica e construção, o risco de se aproximar das redes de distribuição podem causar acidentes, inclusive com fatalidades.

Sobre a Cosern
Detentora da melhor pontuação no ranking entre as empresas com mais de 400 mil clientes do Nordeste no Prêmio Aneel de Qualidade e premiada em 2018 e 2019 como a Melhor Ouvidoria do país, a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), empresa da Neoenergia, está presente nos 167 municípios potiguares, detém uma área de concessão de 53 mil quilômetros quadrados e atende 1,4 milhão de clientes (3,5 milhões de habitantes).
Em caso de falta de energia, a Cosern orienta:
Enviar um Whatsapp para o número (84) 3215-6001.
Enviar um SMS para 28116, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone; ou
Telefonar para o 116.

DICAS DE SEGURANÇA COSERN
Não faça ligações clandestinas de energia elétrica. Além de crime, o “gato” coloca em risco a vida de quem faz e de quem está próximo. Denuncie a irregularidade de forma anônima no telefone 116 da Cosern.

 
Voltar